Seguidores

sábado, 29 de março de 2014

Velhinho Poeta ( Coqueiro da Bahia )



Lá vem o velhinho poeta
Cantarolando demasiadamente a sua arte
Em passos lentos segue a sua zeta
Na direção do restaurante da cidade

Com seu carrinho de mão , repleto de papelão
Ameniza o peso, com os sonhos que não cabem em si
Nas calçadas do trajeto é cumprimentado pela população
Versificando o seu canto por toda Itaboraí

Cantando assim :

" Eu queri mas eu vamos
Eu queri mas eu bora
O Coqueiro da Bahia
Tá gravado na memória . "

Nessas andanças em Pedra Bonita
Ele lembra com nostalgia da sua Paraíba
Ao ver os sorrisos na praça da atual mocidade
O poeta suspira : Campina Grande , que saudade .

Lá vem o velhinho poeta
Com a sua memória colossal
Lembrando dos fatos da sua vida
Numa amplitude magistral

Recorda-se com emoção de um Coqueiro
Pelo qual o nome da sua amada em coração registrou
A sua amada era Baiana
Mas um dia para a Bahia ela foi e nunca mais voltou
Já o Coqueiro ali ficou , sofrendo de amor .

Mas o que era versos tristes
Para a alegria ele modificou
Quando em Itaboraí a sua jornada recomeçou .

Lá vem o velhinho poeta
Decorando números , decorando bairros
Contando contos misteriosos do século passado
Envolvendo os matagais Itaboraiense
Ao seu modo, todo assunto é engraçado
Já sendo popular por todo leste fluminense

Numa certa vez , enquanto trabalhava
Pisou em falso e caiu do telhado
A sua cabeça ficou quebrada
E para o hospital às pressas foi levado.
Lá todos deram o poeta como falecido
Quando num profundo coma ele entrou
Mas o Velhinho não havia traçado o seu destino
E nesse intervalo de tempo Deus o encontrou .

Em meio a Catingueira do amor
Nosso Senhor falou : - Meu bom nordestino ,
Eu já transformei água em vinho e tudo mais.
Vós transformais diariamente cactos em flor
Proliferando a minha mensagem de paz
Mas vós não percebeis a grandeza do que faz .
A arrogância em humildade e esperança
Agora sabes da sua importância .
Eu criei o céu e a Terra para ver-te fazendo da vida bela.
Avante ! Regresse e continue a minha mensagem
E nada de trabalhar na laje .
Volte à Terra !

E assim , ouvindo ao Senhor
Para uma nova vida regressou .
Antes , no entanto , até acordar demorou dois anos
Porque pegou informação errada com um Marciano .

Lá vem o velhinho poeta
Vagando o seu nobre caminho
Da vida tem a mente aberta
E o eterno coração de menino .

Hoje ele almoça no Restaurante Cidadão
Canta e conta as suas histórias
Principalmente a desse refrão :

" Eu queri mas eu vamos
Eu queri mas eu bora
O Coqueiro da Bahia
Tá gravado na memória . "


AUTORIA : CAIO FAZOLATO (exceto o refrão rs )



16 comentários:

Ivone disse...

Meu amigo poeta Caio, lindas palavras sempre me deixa lá no meu cantinho, amo te receber, obrigada, pra mim é sempre um grande prazer!
Que lindos os versos dedicado ao velhinho poeta, (vi o vídeo), essas pessoas são mesmo enviadas por Deus para semear o amor, cantam e são felizes, pois a vida, meu amigo, é simples, é só agradecer e tudo o mais sempre vem por acréscimo!
Os versos sobre a queda e quase morte, nossa, isso prova que só se morre quando chega a hora, você fez um lindo poema, com sua grande inspiração pelo fato do seu coração ser enorme, do tamanho do mundo, te quero muito bem, muito mesmo!
Abraços apertados querido amigo e poeta!

✿ chica disse...

Caio,que coisa linda! Adorei percorrer as ruas com esse velho poeta e seu carrinho. Tive pena quando parecia ter-se ido embora. Ainda bem voltou pra encantar a todos e contar sua história! Que legal e adorei o vídeo! Sempre aplaudindo daqui! Adorei teus versos por lá! OBRIGADÃO!! abração,chica

Zilani Célia disse...

OI CAIO!
TEU TEXTO É SUBLIME, INSPIRADO NA VIDA REAL DE UM PERSONAGEM QUE PARA A MAIORIA DAS PESSOAS NADA SIGNIFICA, PEQUENINO EM SUA INSIGNIFICÂNCIA, NA QUAL FOI JOGADO PELA SORTE MAS, GRANDE EM SABEDORIA, COMO GRANDE FOI TUA SENSIBILIDADE AO FAZER DELE TUA INSPIRAÇÃO.
CAIO, ACHEI MUITO LEGAL ESTARES DE VOLTA POIS SEREMOS SEMPRE BRINDADOS COM TUAS PÉROLAS E CARINHO.
O QUE POSSO DIZER-TE DEPOIS DE TER RECEBIDO DE TI, PALAVRAS QUE MOTIVAM E FAZEM COM QUE TENHAMOS VONTADE DE CONTINUAR ESCREVENDO, SÓ PELO PRAZER DE TUA ACOLHIDA TÃO CARINHOSA E AMIGA.
O MESMO DIGO DA PATRICIA, QUE COM O MESMO CARINHO SE MOSTRA E SE DOA. VOCÊS FORMAM UM CASAL NOTA MIL, DAQUELES QUE NASCERAM UM PARA O OUTRO.
AGRADEÇO DE CORAÇÃO TUA GENTILEZA E AMIZADE.
FICA COM DEUS.
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Regilene Rodrigues Neves disse...

Só alma de um poeta capta a alma de outro poeta e inspira um poema da grandeza de um nobre poeta... Simplesmente maravilhoso Caio!

Obrigada por me honrar com sua visita que me deu tanta alegria que voei até aqui pra te abraçar e acabei alçando um voo tão lindo que minhas asas chegaram ao céu onde deitei no colo de Deus num afago de amor!

Bjos,

Regilene

Evanir disse...

Querido Amigo Cai!!..
Como poderia esquecer um amigo como você ?
Olha oce não é simples assim
de esquecer.
Tá gravado na memória .
Obrigada por nos bridar com tantos poemas lindos que faz a diferença.
Meu amigo querido fiquei imensamente feliz com a surpresa da sua tão amável visita..
Que Deus abençoe sua volta e fique conosco para alegria de todos que já conhece você.
Um abraço carinhoso.
Evanir.

Isa Martins disse...

Oi Caio, quanto tempo mesmo, eu tenho andado pouco pela blogosfera.
Meu blog era o Vale do Sol Encantado mesmo rs e parei porque não tenho mais tido tempo de escrever muito, então tenho um outros que escrevo poucas linhas, é o http://sintoentaoescrevo.blogspot.com.br/
Que bom ler teus versos, e fico pensando se serei uma velhinha poeta, quem sabe rs
Uma abençoada semana pra ti, abraços

Vera Lúcia disse...


Olá Caio,

Que poema mais lindo e sensível! Vejo-o como uma homenagem aos artistas de rua, desprezados por uns, mas admirados por aqueles que sabem enxergar a grandeza interior dessas incríveis pessoas que, embora não favorecidas pela vida, trazem com elas grandes lições e uma imensa luz. Às vezes, vejo pessoas assim nas praias, encantando com sua grande criatividade.
A vida do 'Velhinho Poeta', cantada em versos, tocou-me sobremaneira, e adorei vê-lo cantando o refrão no vídeo.

Obrigada pelo carinho de sua amável visita.

Grande abraço.

Anne Lieri disse...

Caio, uma bela poesia! Essas pessoas de rua nos trazem sempre grandes ensinamentos e esse velhinho com certeza é um deles! Inspirador! bjs,

Graça Pires disse...

A tradição guardada por quem já viveu muito... Gostei imenso.
Abraço.

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Bom dia, Caio, seu poema faz-nos analisar nossas atitudes perante pessoas mais humildes,mas que fazem o bem com suas pequenas ações.Assisti ao vídeo e muito me emocionou, pois aqui na minha terra temos muitos poetas e contadores de histórias que nos levam ao conhecimento através de suas humildes palavras. parabéns, meu querido amigo por valorizar a Arte e as pessoas. Tenha um lindo final de semana. Beijos!

Cris Henriques disse...

Olá Caio.

Gostei da poesia "Velhinho Poeta".
Quando chegar a minha hora de envelhecer, quero ser como este velhinho poeta e ter a mesma sabedoria.
Parabéns!

Abraços,

Cris Henriques

http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

Eloah disse...

Adorei! A poesia mora no olhar e na alma das pessoas.
Obrigada pelo carinho, adoro tuas visitas e generosos comentários.
Estive ausente lidando com um vírus no meu Blog. Agora tudo resolvido, vírus deletado. Tudo volta ao normal.
Quero-te desejar uma Feliz Páscoa!

Que continues tentando alcançar tuas estrelas. E que as palavras sejam sempre teu bem maior. Que tragam beleza, encanto e paz e que sejam o condutor de realização dos teus sonhos.

Forte abraço Eloah

Ivone disse...

Caio, amigo poeta, estou lhe desejando uma linda Páscoa, repleta de alegria juntamente com sua família!
Abraços e boa noite!

✿ chica disse...

Voltei pra dizer que deixei teu post indicado na sinopse da semana da Silvana:

http://lugarescoloridos.blogspot.com.br/2014/04/feliz-pascoa-e-sinopse-semanal.html


Feliz Páscoa, abração! chica

ᄊム尺goん disse...

[só se vê bem com o coração. emocionei...]

bom domingo de Páscoa.

[ meu GPS pra chegar aqui foi a Chica...rs]


abç

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Caio. A sua sensibilidade poética, o seu lado tão humano fascinam nesta poesia, onde deixou claro que somos todos iguais, cada qual com a sua arte, seu modo de levar a vida e que preconceitos existem para serem vencidos.
Este poeta popular é de uma simplicidade encantadora, vive em um mundo tão dele que somente os que possuem uma pureza aguçada como a sua conseguem interagir com a mesma pureza de alma do "Velhinho Poeta".
Você é extremamente criativo e está de parabéns pela criação poética e pelo lado humilde de ser.
Parabenizo também ao criador, ao velhinho por versos que contagiam em simplicidade e riqueza!
Alma otimista é assim mesmo, segue a vida cantando!
Tenha uma noite de paz!
Beijos na alma!