Seguidores

domingo, 1 de julho de 2012

Ítalo Itálico Itália



Ítalo Itálico Itália
A Itália de Ítalo era Itálico.
Assim ele escrevia.
No Itálico ele denotava a tristeza
Do não acesso à Itália .
Mas imaginar ele podia .

Do alto do morro ele proclamava a sua vontade
Olhava para o Rio e dizia que era Nápoles.
Porém quando a noite surgia ele mudava de cenário
Olhava para o Rio e dizia que era Lazio.
Assim era o seu mundo
De uma rica imaginária riqueza
Que contradizia a sua pobre social pobreza .
Assim era o seu caminho
Precedida pela luz do sonho do bambino.
Foi Ítalo o criador da cidade de Treviso.
E de tantas outras cidades .

Em sua fina finestra janela
Visualizava o Cristo Redentor
Em sua fina finestra janela
Imaginava Julio César Imperador
De braços abertos Italicamente no Itálico de Ítalo
Das suas realizações era presidente e primeiro ministro.
Por isso ao invés de estudar em Bonsucesso
Ele afirmava que estudava em Palermo .

Descia do morro com uma mochila pesada
Descia do morro com uma mochila repleta de atlas .
Peso que em sua coluna franzina fazia corcunda
Corcunda que em sua postura formava uma bota
Bota que o caracterizava  Italicamente com a Itália.

Ítalo Itálico Itália
Visitava os avós nos finais de semana na ilha de paquetá
No entanto para Ítalo tudo era Itália Italicamente
Visitava os avós na ilha de Cagliari alegremente.
Degustava a sua Itália através da realidade vivenciada.
E dessa forma humilde ele gostava.
Nas férias ele falava que havia passado
Numa cidade chamada Bari.
Logo descobriram que era Itaboraí .
Ítalo também se divertia no piscinão de Compobasso
Mas todos descobriram que era de São Gonçalo.

Amava o mar mas não tinha bairro para nomear
Então escolheu Gênova em Ipanema apenas para rimar.
E imaginou no Pão de açucar a torre de pisa
Iluminada pelo farol de Gênova.
Passando pelo maracanã imaginou o coliseu
Os jogos eram as batalhas dos gladiadores
Ali Giuseppe Meazza e Pelé se tornaram vencedores
Assim era o mundo de Ítalo
Fértil  de florescimento de Florença
De uma rica imaginária riqueza
Que contradizia a sua pobre social pobreza.

Mesmo nem conhecendo os principais
Pontos turísticos da sua própria cidade
Ítalo que no Itálico se alegrou de conhecer
A Itália no seu imaginário .
Assim Ítalo era feliz
Na Itália que ele inventou
No Itálico que ele escreveu
Fez a história que o enterneceu.
Hoje Ítalo é uma estrela que brilha eternamente no universo
Da sua vida fez um Itálico de versos
Precedida pela luz do sonho do bambino.
Em sua fina finestra janela
O bambino relembra a sua jornada
Ítalo Itálico Itália.

AUTORIA : CAIO FAZOLATO

IMAGEM : GOOGLE

* Este poema intitulado " Ítalo Itálico Itália " fala sobre o poder da imaginação através de um menino pobre em sua classe social mas rico em sua pureza e seu amor pela Itália .

* Este poema foi fruto de um concurso na Universidade Federal Fluminense , com tema livre , cujo os poemas escolhidos pela banca seriam selecionados para o livro " Letras em Criação-Poesia e Crônica" . E " Ítalo Itálico Itália " deu-me a alegria de ser selecionado para este livro. O Concurso foi em setembro de 2011 e a publicação em maio de 2012 . Compartilho com vocês essa vitória !!! MAMA MIA






17 comentários:

✿ chica disse...

Mama Mia mesmo!!Que legal!!Parabéns pela merecida conquista!!Valeu!! Adorei! abraços,chica

Cissa Romeu disse...

Caio caríssimo!
Primeiro quero te agradecer pela visita, adorei teu comentário!
Percebi que já sigo teu blog há um bom tempo.

Belíssimo poema quase un 'la vita è bella' ao mascarar os acontecimentos e cenários, neste caso o menino pobre e sonhador que transfere à uma Itália imaginária todos seus sonhos, expectativas, ilusões...
Belo e melancólico ao mesmo tempo. É quando os sonhos nos fazem vida no dia-a-dia, nos mantem nessa vida, e ainda nos permitem asas quando sequer sabemos como começar a voar.

Grande abraço e ótima semana!

Severa Cabral(escritora) disse...

VIVAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
O MENINO CRESCEU !!!!!!!!!
Amo quando vejo as pessoas crescendo,nem que seja os cabelos,os pés,os amores ou a mente,o importante é que cresça.Cresça e evolua.
Parece-me que crescestes um pouco nesta tua ausência,rsrsrsrrs.Mas vejo que vc é sempre grande.Parabéns pela conquista e por seres esse menino que descreves com tanta maestria.
Só vc né Caio!Prá fazer eu e a Paty sofrer,se negando no dom que Deus te deu.
Tou feliz por vc e quero que fiques ciente que quero ler muito as escritas do menino Caio.
bjs recheado de carinho ...meu menino grande!

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, poeta talentoso!
Fico muito honrada por esse prêmio que recebeu, de ter um poema seu publicado numa coletânea.
O seu talento permite isso e muito mais.
A sua criatividade é sem dúvida gigantesca, e ao ler este poema, penso na tristeza que Ítalo sentiu, nas contradições vividas e que imaginação fértil ele possuia.
Como não conseguiu ir para o seu País amado, e hoje, no céu, ele vislumbra com nitidez a sua Itália, conseguindo passear por ela com a imensa felicidade e facilidade que os astros têm!
Parabéns, e um beijo na alma!

MARILENE disse...

Parabéns pela merecida vitória. Quem tem asas e as sabe usar viaja pelo imaginário e encontra as alegrias que sua realidade não proporciona.
Sonhar é, muitas vezes, o único prazer que a vida proporciona. Mas viver sem os sonhos é abraçar, antecipadamente, a morte.
Você me deu um grande presente com as palavras que me deixou. Obrigada!
Bjs.

Bento Sales disse...

Amigo Caio,
Não desmerecendo os demais concorrentes, pois não tive contato com seus textos, mas no engendramento do poema, afloram cultura, sabedoria,bom ritmo e logopeia, estou certo de que sua vitória foi mais que justa.
Trabalhar um símbolo poético como a saudade, a nostalgia, no entanto, fundir a terra natal com a adotiva, denota que o coração está dividido, é digno de quem tem talento.
Por essa razão, não há sentido em cantar a querida terra do "eu lírico", em detrimento da que o adotou, como bem fez Gonçalves dias em "Canção do Exílio".
Tens, deveras, dom poético.
Obrigado por compartilhar conosco essa emoção! Dizem que alegria repartida é dupla alegria.
Patrícia Pinna é uma amiga sábia e muito gentil.
Parabéns pela conquista!

Abraços!

Evanir disse...

Caio, Querido Amigo.
Hoje falei com a ,Patricia peninha você já tinha ido embora.
Caio,que poema mais lindo !!
Nem imagina quanto esse poema mexeu com meu coração basta dizer minha avó veio da Itália.
Deu saudades de quando falava da terra distante eu passava horas ouvindo ela contar a vida que passou na imigração para o Brasil.
Parabéns amigo fiquei feliz em poder ler algo divinamente lindo.
Beijos lindo final de semana,Evanir.

MARILENE disse...

Reli, com prazer, sua postagem. Vim com a ansiedade de encontrar outra publicação. Bjs.

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Que bárbaro, adorei, que aula 'eim'?
Um abraço e fique com Deus.

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Que bárbaro, adorei, que aula 'eim'?
Um abraço e fique com Deus.

Cris Henriques disse...

Olá Caio!

Adorei o poema do Ítalo, Itálico :)

Parabéns, demonstras uma alma sensível e criativa.

Um bom dia para ti.

Um beijo,

Cris Henriques

http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com/

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite amigo querido !
Sabia que na bilheteria da vida os ingressos para comprar um amigo se encontra nos atos e atitudes e dai nos humanizamos .Por isso que te fiz de meu amigo.
F*E*L*I*Z***D*I*A***D*O***A*M*I*G*O***!!!

Ps:Quero agradecer os confetes jogados no blog do Daniel.Me deixou assim,tortinha de felicidade,rsrrsrsrsrs
bjssssssssssssss

Zilani Célia disse...

OI CAIO!
MAS, TEU POEMA É DE UMA BELEZA COMOVENTE,PORQUE Á MEDIDA QUE SE LÊ,
COMEÇA-SE A IDENTIFICAR O MENINO,COM SEU IMAGINÁRIO FÉRTIL E SUA POBREZA FÍSICA, MAS SUA GRANDE RIQUEZA DE ALMA, COM SEU AMOR PELA ITÁLIA, TINHAS MAIS É QUE SER CLASSIFICADO MESMO.
GRATA POR SUA GENTILEZA LÁ NO "SÓ PRA DIZER...", VOLTE SEMPRE.
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Severa Cabral(escritora) disse...

Hoje lembrei de ti escritor
que faz de cada palavra
criada á imagem descrevi-da
em metáforas com amor
dentro da magia falada
te abraço com fervor

F*E*L*I*Z***D*I*A***D*O***E*S*C*R*I*T*O*R

Rita Freitas disse...

Muito bonito este poema, com cultura, sabedoria e beleza.

Parabens

Beijinhos

Lucia Constantino disse...

Meu querido amigo, parabéns por esse poema belíssimo! E pelo prêmio! - eu imaginei ele sendo declamado no teatro - a tua palavra é muito forte, ficaria maravilhosa nos palcos, pense nisso com carinho. Poema que me tocou o coração, por sua humanidade, por sua profundidade. Parabéns,novamente. Voltarei para te ler mais, querido amigo. Um grande abraço da Lúcia.

Anônimo disse...

Caio,super 10! De uma riqueza e respeito pela lingua maiusculos, como seu talento.Abraço,Joelson