Seguidores

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Dez Vidas





Transbordar de amor
numa vida só.
Viver de amor
por uma única mulher.

É viver dez vezes
É amar dez vezes
É multiplicar-se...
numa só vida.
Mulher !
Será mesmo possível ?
Viver com tanto amor
E diariamente prover isso ?
A minha vida divide a sua
E Te amo por outras vidas
Nessa mesma apenas .

Vida que são tantas
E Te amo pela aurora
Te amo pelos passáros
Te amo pelo caos urbano
Te amo pelo mar da cidade litorânea
Te Amo pelo verde da cidade rural
Te amo pela efervecência e pelo nervosismo
Antes de ver-te linda !
Efervecência que aliás é a bateria ,
A força que me alimenta é inexplicável.
E por isso te ver e ficar calado é normal
pois as dez vidas querem se manifestar,
ao mesmo tempo ,
e o computador do raciocínio fica lento.

Portanto o silêncio
é a mutualidade do som da sua voz
Transbordar , Transbordar...
A Metáfora cai no chão
assim como a água se perde no copo
e transborda ao solo .
Que por sua vez o fertiliza em harmonia com o sol
E ocasiona a eflorescência.

Se um dia meu espírito saisse do meu interior
E dissecasse esse sentimento ,
Concluiria o porquê da tamanha exaustão :
Todo dia nasço e morro
Nasço intensamente e morro da mesma forma.
É o amor que no fundo da alma
torna-se exaurível,esgota minhas energias.
No entanto revigora o desejo de ser feliz.
Ah ! Unificai a tua alma a minha.
( A Pilha motor é incansável , trabalha a geratriz )
A verdade é que morro e nasço diariamente
por te amar de uma forma diferente.

Além do horizonte é a luz da minha alma
Sou dez e Te amo por milhões.
E Talvez Isso explique
um silêncio sincero.

Porém o crítico do amor
olhará esse poema como apelativo
Por isso lhe digo : Estás certo meu caro.
Amar além de uma vida de fato é apelativo.
Mas nessa apelação eu me jogo de corpo e alma
sem nenhum receio a este amor,
porque uma única vida é muito pouco
para quem tem dez vidas.

E neste instante atingimos a marca da meia noite,
Agora pessoal irei morrer
Para nascer novamente.
Para amar novamente...







* Repostagem do mês de Setembro de 2010 . Uma vez que não teve nenhuma repercussão mas como é um poema que no meu mdo de ver é belíssimo , vale a pena ver de novo .

9 comentários:

Evanir disse...

Boa Tarde Amigo..
Direto do blog da sua amada aqui.
Meu doce menino quem não gostar de um poema desse não serve para escrever
nem frase.
A frase até eu sei fazer..
Seu poema é belo de um amor tão profundo que vai além da vida.
Um amor para a eternidade .
Lindo muito lindo mesmo raramente se lê um poema escrito com a alma e o coração.
Eu só tenho que parabenizar você pela magnifica obra ser poeta é arte é magia.
Uma linda tarde amigo querido bjs no coração,Evanir.

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, poeta.Concordo plenamente com a Evanir!
Esse poema me deixa completamente fascinada diante de tanta profundidade e beleza.Amar com um amor desse tipo é uma raridade hoje em dia.
A sua alma estava totalmente entregue e em parceria com o amor.
Você é um talento nato, e quando explora sua veia romântica, com certeza só cria preciosidade!
Parabéns, esse poema é o amor refletido em cada poro!
Um beijo, e fique com Deus!
Excelente semana para você!

Everson Russo disse...

Que todas sejam vividas em amor pleno,,,em paz de coração...abraços amigo e um belo dia pra ti.

NOEMI disse...

QUE LINDA POESIA....
BEM DITO
BEM DITO SEJA ESSE MENINO
BEM DITO SEJA ESTE HOMEM APAIXONADO
BEM DITA SEJA A MULHER AMADA QUE TE INSPIRA..
BEM DITO SEJA O FRUTO DAS SUAS IDEIAS,DA SUA ALMA DE POETA.
Bem dito !
FICA COM DEUS.

Severa Cabral(escritora) disse...

Meu menino lindo!
Vc ainda tem coragem de dizer que me conhece,e demorou tanto tempo para chegar a mim...vou ai puxar suas orelhas viu,quem fala é uma paraibinha arretada....brincadeirinha.
Eu amo descobrir talento,mas quando as pessoas me descobre tem mais sabor...húm! que delícia...
Agora quero te dizer que vc é meu,kkkkkkk,te quero sempre passeando por lá no meu cantinho que diga-se de passagem,não é gostoso?
Aqui já comecei respirar literatura,depois voltarei para terminar essa história...
Bjsssssssssssssssss

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom alvorecer!
Reflexição para o dia de hj...
Deus é Pai (Poema)
Composição: Fábio de Melo

Quando o sol ainda não havia cessado seu brilho,
Quando a tarde engolia aos poucos
As cores do dia e despejava sobre a terra
Os primeiros retalhos de sombra
Eu vi que Deus veio assentar-se
Perto do fogão de lenha da minha casa
Chegou sem alarde, retirou o chapéu da cabeça
E buscou um copo de água no pote de barro
Que ficava num lugar de sombra constante.
Ele tinha feições de homem feliz, realizado
Parecia imerso na alegria que é própria
De quem cumpriu a sina do dia e que agora
Recolhe a alegria cotidiana que lhe cabe.
Eu o olhava e pensava:
Como é bom ter Deus dentro de casa!
Como é bom viver essa hora da vida
Em que tenho direito de ter um Deus só pra mim.
Cair nos seus braços, bagunçar-lhe os cabelos,
Puxar a caneta do seu bolso
E pedir que ele desenhasse um relógio
Bem bonito no meu braço
Mas aquele homem não era Deus,
Aquele homem era meu pai
E foi assim que eu descobri
Que meu pai com o seu jeito finito de ser Deus
Revela-me Deus com seu
Jeito infinito de ser homem.
Bjssssssssssssssssssssssss

Vivian disse...

Olá!!

Realmente é belíssimo este poema!!
Uma declaração de amor linda!
Beijos pra ti!
*Obrigada pela visita!
Seja bem-vindo!
**Desculpe a demora!

Severa Cabral(escritora) disse...

Estou aqui para puxar novamente sua orelhas e seus cabelos...por onde andas que não te vejo...passa lá no meu cantinho para beber coisas lindas que deixo para vcs,kkkkkkkk
Bjs de bom dia !

Marcia Morais disse...

Sim,sempre vale a pena trazer a tona aquilo que nos eleva o coração,lindo o teu poetar Caio,que haja flores e perfumes ,borboletas e brisas em teu jardim de poesia,abraços !Feliz Páscoa!