Seguidores

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Oração de São Dicionário de Assis





Dicionário , fazei de mim um instrumento de vossa língua;
onde houver , discrepância, que eu levea concordância,
onde houver surpresa, que eu leve o costume,
onde houver limitações, que eu leve a infinidade de palavras,
onde houver o arcaico, que eu leve ao neologismo,
onde houver equívoco, que eu leve a correção,
onde houver a falta de contato, que eu levea intimidade letrada,
onde houver um termo pejorativo, que eu leve ao erudito,
onde houver a escuridão da ignorância, que eu leve a luz da sabedoria.
Ó livro magistral,
fazei que eu procure mais,ensinar do que ser ensinado,
compreender do que ser compreendido.
Pois é estudando que se enriquece , com os estudos o crescimento prevalece,
é aprendendo incessantemente que se vive para a vida eterna ,amém .

4 comentários:

Everson Russo disse...

Precisamos mesmo usar mais essa oração pela vida..abraços de bom dia pra ti amigo..

Lucia Constantino disse...

Caio, meu querido amigo - já respondi ao seu e-mail. Fiquei alguns dias sem internet, mas agora está tudo normal. Seu poema aqui é de uma criatividade magistral. Nem tenho palavras. Amei, adorei! -- vou passar para professores meus amigos, tá criativo demais!! -- e todos os parabéns do mundo pelo seu ingresso em agosto na Faculdade de Letras. Tenho certeza que este caminho de sua alma será iluminado, abençoado e trará imensas alegrias em sua vida. - quanto às palavras que deixou em meu Blog, não tenho palavras para dizer de minha emoção ao lê-las. Humildemente agradeço ao seu coração de poeta que, como uma estrela no céu, ilumina nossa noite. Assim é você, meu querido amigo, uma luz que brilha e nos faz acreditar num novo amanhã. Que Deus te preserve e te guie.
Um beijo no teu coração. Uma semana abençoada.

Patrícia Pinna disse...

Caio, meu poeta maravilhoso, vc realmente brinca com as palavras.
Você tem um verdadeiro dom, que jamais poderá questionar.Sua capacidade criadora é infinita, e tudo o que escreves, é com muita propriedade.Salve, salve, meu amado poeta, sempre à frente do seu tempo.
Beijos,meu escritor!!!!!!!!!!!!!!

Van disse...

Adorei!!!