Seguidores

terça-feira, 30 de março de 2010

Alma



Toda Alma nasce pura
durante a vida , fatos que torturam .
Para uma alma ser suja
o espírito imovél , perdido , escuro
o que torna isso ?
Prefiro acreditar que toda alma é invencível.
Alma é única e brilha eternamente
Não venda sua alma
Pois
toda
Alma
É inestimável .
E quando se desfaz da sua alma
quebras um elo da vida interligada de uma proteção divina.
Se encontras solto livre para qualquer tipo de intervenção .
A Alma é eterna mas a vendida não.
E A alma brilha na eternidade da Vida
Dance ao som das nuvens em teu sangue
A Música que toca a eternidade em tua circulação
Vejas que toda beleza é um planeta
Dentro de você .
Horizonte que brilha , caminho que me chama
revoada de paz e esperança
É o Viver da alma .
E que a pureza possa nos renovar nessa aurora única e Divina.
A Alma tem a cor do céu
E o céu é a cor de todas as almas .

Dedicado á Tainara

3 comentários:

Lucia Constantino disse...

Caio, belíssimo,belíssimo o teu poema! Metáforas maravilhosas, uma profundidade que mexeu aqui dentro do meu espírito. Parabéns, meu querido amigo, por essa obra magnífica, e ainda vinda de alguém tão jovem como você, é de a gente marujar os olhos -- um grande beijo no seu coração e muito grata pelas lindas palavras que vc. escreveu no meu blog, emocionaram-me muito.

Analuz disse...

Eu pinto minha alma de azul... Belo texto... Obrigada pela visita e comentário em meu blog! Adorei! Abraço!

Patrícia Pinna disse...

MARAVILHOSO!!!!!!!!!!!!!!Magnífico!
Divino, e todos os adjetivos mais interessantes e belos que eu possa lembrar aqui.
Que obra, essa sua.Que verso final!
Todo o poema é lindo, sua construção, sentido e desenvolvimento.mais do que potencial, tem beleza e arte pulsando dentro do teu corpo,a sensibilidade vinda do coração que faz emocionar!
Poeta nato, meu orgulho!!!!!!!!!!!!!!
Beijos, fique com Deus!